Arquivo da tag: Espetaculo

Dos meus olhos saem rosas

ESPETÁCULO “DOS MEUS OLHOS SAEM ROSAS”

O espetáculo “Dos meus olhos saem rosas” é resultado de um processo iniciado em 2005, quando a bailarina Marise Dinis dedicou-se à pesquisa “Sobre o não ver”, que investigou a mudança de perspectivas do corpo e do espaço entre as possibilidades do ver e do não ver. Como desdobramento, a artista lançou-se ao desafio de aproximar a dança contemporânea – manifestação artística extremamente apoiada na visão – desse universo.

Ao longo de seis meses de pesquisa junto a um grupo de deficientes visuais, a artista conseguiu desenvolver, através de aulas de dança contemporânea e consciência corporal, uma experiência artística que envolveu noções técnicas de dança, de percepção corporal e de criação. Paralelamente a isso, Marise passou pela experiência de ficar vendada durante 72 horas, na tentativa de experimentar uma mudança de padrão que pudesse lhe dar novas pistas de como se mover e se orientar, aproximando-se do universo que estudava.

A conclusão da pesquisa lhe trouxe a convicção de que a dança pode ser vivenciada por aqueles que não enxergam. Com isso, Marise decidiu criar um espetáculo sobre o tema e que oferecesse recursos para tal vivência. “Em ‘Dos meus olhos saem rosas’, alguns elementos foram utilizados como possíveis suportes para esse público. No entanto, o espetáculo não foi concebido exclusivamente com esse objetivo. Trata-se de um trabalho artístico direcionado a um público diversificado e que certamente proporcionará percepções diferentes de acordo com a condição de cada um. É um espetáculo que propõe aproximar o público de uma experiência sensorial, porém, sem ser interativo”, afirma a criadora e bailarina.

Para isso, a artista aliou a dança a outras linguagens que durante todo o espetáculo dialogam com seu corpo, buscando reproduzir esse universo cego. Isso acontece através da leitura de um texto, que naturalmente desperta em cada indivíduo memórias e imagens próprias de seu repertório, através da música e dos sons, que transportam o indivíduo para um diferente estado de atenção físico e mental e do improviso das imagens abstratas, projetadas ora como cenário, ora como extensão do próprio corpo. “Dos meus olhos saem rosas” é uma obra onde o corpo, o som, a luz, a imagem e o espaço se entrelaçam, de modo a proporcionar diferentes acessos sensoriais ao espectador.

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH, Espetáculo

Hoy Pocilga divulga | Movasse em playlist

Não percam esse fim de semana

 

nos dias 18, 19 e 20 de maio, o Espaço Cultural Ambiente recebe o Coletivo Movasse e Marise Dinis com o espetáculo “Playlist”.

MOVASSE é um coletivo de criação que visa manter o trânsito livre de pessoas, informações e idéias. Surge no cenário da dança contemporânea para agregar pensamentos, na tentativa de reunir e praticar idéias sobre o movimento.

Tendo na sua raiz a diversidade, não há o receio de cair ou fugir de tendências, ou até mesmo de encontrar uma determinada linguagem. Contudo, visa proporcionar um lugar de reflexão e porto seguro para a realização de propostas artísticas inusitadas.

O espetáculo “Playlist” é o último trabalho do grupo.

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH, Espetáculo

Dança Jovem apresenta Conversas entre ele e eu

No 11 de maio, sexta-feira, às 19h30 e às 21h o Grupo Dança Jovem se apresenta no Teatro da Assembléia. No palco 5 bailarinas apresentarão  “Conversa entre Ele e Eu” de Andréa Anhaia e Carlos Arão.

Espetaculo do Danca jovem

O trabalho partiu da desconstrução de três palavras – tema: Corpo – Homem – Conversa

Corpo: Fonte inicial para o processo. Foi subdividido em partes e a movimentação direcionada para dinâmicas e qualidades diferentes umas das outras. Para Lacan, “o corpo é o espelho da mente e diz muito sobre nós mesmos”. Para Nietzsche,” só existe o corpo que somos; o vivido e este é mais surpreendente do que a alma de outrora”.

Homem: representado pelo pronome “ele” traz a característica masculina como energia motriz. O pronome pessoal ele/ela é empregado indistintamente para qualquer ser – animado ou inanimado.

Conversa: diretamente associada ao seu significado vem do latim Confabulare e significa trocar ideias.

“Conversas entre ele e eu” é uma troca de idéias em forma de movimento entre as bailarinas e seu próprio corpo. As diferentes dinâmicas dão o tom do diálogo e os assuntos se definem pelas trajetórias desenhadas no espaço. Durante o processo foram usadas partes do corpo para dialogar com o outro e consigo mesmo, criando ao mesmo tempo, imagens poéticas e situações inusitadas.

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo

Mimulus estréia novo trabalho no fim de semana

A Mimulus Cia de Dança convida para a estréia do espetáculo ENTRE no Teatro Sesiminas, em Belo Horizonte, nos dias 09, 10 e 11 de março. Sexta e sábado as apresentações serão às 21 horas e, no domingo, às 20 horas.

ENTRE, insinua um lugar fronteiriço de criação artística ocupado pela Mimulus Cia de Dança e que tem propiciado grande estímulo para inovações.

ENTRE pode ser entendido também como um convite para o espectador se deixar tomar pela carga simbólica e emocional de um espetáculo traçado pelo carinho de todo o grupo.

Mimulus Cia de Dança

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH, Espetáculo

Desenquadrando Euclides

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Dos Gardenias Social Club

O teatro se transforma em uma casa de baile: ao som do bolero, os atores improvisam histórias inéditas, construídas a partir de estímulos do público. A vitalidade da improvisação teatral apropria-se do universo da dança a dois para oferecer ao público a experiência do encontro com o inesperado.

Serviço
Dias 29, 30 e 31 de julho
Sex e Sáb às 21h | dom às 20h
Ideal Café Teatro (www.idealcafeteatro.com.br)
Rua Estrela do Sul, 126, Praça Duque de Caxias, Bairro Santa Tereza
Preços dos ingressos no teatro – inteira: R$24 | meia: R$12
Meia entrada para estudantes, idosos e classe artística (sob apresentação de DRT)
Classificação: 14 anos
Duração: 60 minutos

FICHA TÉCNICA

Elenco:

Bella Marcatti, Débora Vieira, Fabiano Lana, Guilherme Théo, Mariana Vasconcelos, Mateus Bianchim, Rafael Protzner e Vivian Bernardes.
Direção: Débora Vieira
Autor: Criação Coletiva
Aulas de bolero: Bruno Ferraz e Santos, Lúcio Paiva Jr. e José Ricardo Junior
Coreografia: Lúcio Paiva Jr.
Treinamento de Impro: Mariana Vasconcelos e Mateus Bianchim
Preparação corporal: Débora Vieira
Trilha Sonora: Christian Bravo
Iluminação: Milena Pitombo e Sidnei Honório
Cenografia: Vivian Bernardes
Figurino: Fernanda Bravin
Arte gráfica: Fernando Noronha
Fotografia: DuSantos
Assessoria de Imprensa: Flávio Pinto Valle
Realização: Uma companhia e Caixa Clara (Edital Ilhas Livres 2010)
Produção: Débora Vieira e Fabiano Lana

A Diretora

Mestra em Literatura pela UFMG, com uma pesquisa sobre a dramaturgia da improvisação teatral, Débora Vieira é atriz fundadora da UMA Companhia. Junto ao grupo, participa como atriz do espetáculo Match de Improvisação (dir. Mariana Muniz) e como diretora e atriz dos espetáculos Dos Gardenias Social Club e Improcedente. Integra o elenco do espetáculo Cortiços (dir. Tuca Pinheiro), da Cia Luna Lunera. Em 2009, morou na cidade de Santiago do Chile, onde se especializou em Dança-Teatro (Instituto de Enseñanza Teatral La Olla) e Pedagogia Teatral (Universidad de Chile). Ainda em 2009, participou do festival Mujeres Creadoras, realizado pelo grupo Yuyachkani, no Peru. Ministra cursos e oficinas de improvisação teatral desde 2008. Integrou oficinas com Shawn Kinley e Frank Totino (Canadá), Impromadrid (Espanha), Complot Escena (México), Natália Tencer (Argentina), Cristina Castrillo (Suíça), Graziela Rodrigues (SP), Lia Rodrigues (RJ), Tica Lemos (SP), Morena Nascimento (BH) e Movasse (BH), entre outros.

 A UMA Companhia

Com 5 anos de trajetória, a UMA Companhia desenvolve um trabalho contínuo de pesquisa e difusão da improvisação teatral, sendo uma das principais referências brasileiras nessa linguagem. O espetáculo de estreia, Match de improvisação, é sucesso de público em Belo Horizonte, desde 2006, com a inusitada mistura entre teatro e esporte que transforma os atores em jogadores, e a plateia em torcida. Já realizou diversas temporadas com êxito de público na cidade. O segundo trabalho, Sobre nós, é criado a partir de histórias que os integrantes da plateia compartilham com os atores, a cada noite. O mais novo espetáculo é o Improcedente, uma competição entre diretores pelo prêmio de melhor diretor da noite.
A companhia já realizou grandes eventos internacionais de improvisação em Belo Horizonte, com espetáculos, oficinas e debates. Em 2007, organizou o Encontro de Impro, trazendo o grupo espanhol Impromadrid ao Brasil. Em 2011, promoveu o Encontro Brasil – México de Impro. Em 2008 e 2011, correalizou, junto a Mariana Muniz, o Festival Internacional de Improvisação Teatral (FIMPRO), com participação de grupos e artistas de diversos países, como Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos e México, além de grupos nacionais. Em 2010, representou o Brasil na terceira edição do Mundial Impro, o Festival Internacional de Improvisación Teatral, no Chile. Também em 2010, conquistou o segundo lugar no Campeonato Brasileiro de Improvisação, realizado pela Cia de Teatro Contemporâneo, no Rio de Janeiro. Mantém, desde 2010, a UMA Escola, oferecendo cursos regulares e oficinas de improvisação ao público de Belo Horizonte.

Projeto Ilhas Livres

Em 2010, a UMA Companhia foi acolhida pelo projeto Ilhas Livres, desenvolvido pela Companhia Clara, e que lhe garantiu as condições necessárias à concepção do espetáculo Dos Gardenias Social Club.

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH

Ballet Jovem estréia novas coreografias

Fundação Clóvis Salgado convida os mineiros para a estréia das novas coreografias SOSTENUTO, de Luis Arrieta , e DIÁLOGOS, de Rui Moreira, do Ballet Jovem Palácio das Artes. Os bailarinos vão fazer também uma homenagem ao bicentenário do compositor polonês Chopin, com a coreografia IUNGO, e mostrarão ao público a última montagem do Ballet Jovem, CONTRACAPA.

De : Fundaçao Clovis Salgado, leia mais no site. Clique aqui

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo

CONFRARIA DA DANÇA em Belo Horizonte

CONFRARIA DA DANÇA

Workshop
bate-papo
espetáculos

A paulista CONFRARIA DA DANÇA desembarca em Belo Horizonte este mês para uma turnê de muito movimento e conteúdo, que já passou por Campinas e São Paulo.

Sobre o workshop


Workshop “Preparação do Corpo Cênico”. 19 de maio, quarta-feira.
O workshop “Preparação do Corpo Cênico” será coordenado pela dupla Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues. Neste workshop a Confraria da Dança faz uma apresentação prática e resumida da preparação corporal que desenvolve, explorando um caminho distanciado da lógica/estética corporal européia e norte-americana – tradicionalmente imposta no universo da dança e da cena brasileira.
Bate-papo
No dia 22, sábado, eles fazem sobre o processo de criação da Confraria, às 15h, com entrada gratuita.

Espetáculos

Adverso é o quarto solo de dança de Diane Ichimaru e transgride as fronteiras entre a dança, o teatro e a literatura. O espaço aprisiona o pensamento, abre-se em abismos. O tempo áspero marca a pele, adverte o coração.
Adverso poderá ser visto nos dias 20, 21, 22 e 23 de maio, às 21h.
Brinquedos e Inventos para Dançar é um espetáculo de dança contemporânea para crianças. Cada uma das crianças da platéia imagina o que quiser, reinventa o universo com brinquedo e inventos para dançar.


Brinquedos e Inventos para Dançar
é um espetáculo de dança contemporânea para crianças. Cada uma das crianças da platéia imagina o que quiser, reinventa o universo com brinquedo e inventos para dançar.

Carta para não mandar ou Cantiga interrompida
Obra aberta – inacabada e inacabável, habita o terreno fértil de pensamento desordenado, fragmentário e lacunar – de quarto desarrumado. Desfruta as sensações do encontro único e fugaz; o instante.
Entre os dias 10 e 13 de junho, “Carta…” poderá ser visto sempre às 21h.

CONFRARIA DA DANÇA
A CONFRARIA DA DANÇA foi fundada em 1996 pelos bailarinos Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues em Campinas/SP. Grupo independente de dança contemporânea, completa treze anos de dedicação à criação e manutenção de espetáculos autorais, resultantes de pesquisa de linguagem e estética própria.

Workshop “Preparação do Corpo Cênico”
Coordenadores: Diane Ichimaru e Marcelo Rodrigues
Público Alvo: estudantes e profissionais de dança e teatro
Data: 19 de maio
Das 10h às 12h e  das 13h às 17h
Local: CentoeQuatro

Espetáculo Adverso
Dias 20, 21, 22 e 23 de maio, às 21h
Ingressos: R$ 10,00 – meia entrada: R$ 5,00
Local: CentoeQuatro
Bate-Papo sobre o processo de Criação da Confraria da Dança
22 de maio às 15h
Entrada Gratuita
Local: CentoeQuatro
Espetáculo Brinquedos e Inventos para Dançar
10 a 13 de junho às 16h
Ingressos: R$ 10,00 – meia entrada: R$ 5,00
Local: CentoeQuatro
Espetáculo Carta para não mandar ou cantiga interrompida
10 a 13 de junho às 21h
Ingressos: R$ 10,00 – meia entrada: R$ 5,00
Local: CentoeQuatro
Mais informações: (31) 9313-3590 / 9676-9763
Ingressos Antecipados no 104: das 17:00 ás 00:00
CentoeQuatro
Praça Ruy Barbosa, 104 – Centro

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo, Evento, Noticia, Oficina de Dança

Cabeça de Orfeu

Cabeça de Orfeu

O que acontece no minuto que antecede a morte, quando cenas de toda a vida passam em flashes com num filme, num sonho, em nossa mente, como se fossem revividos os momentos mais importantes da trajetória de uma pessoa.

O projeto do espetáculo Cabeça de Orfeu, foi contemplado pelo 4º edital do Programa de Fomento à Dança da Cidade de São Paulo – também alicerçou sua pesquisa no mito de Orfeu para abordar a passagem da vida para a morte. Inspirado no trabalho-experimento Orfee’s Head , criado para o 2º ano do departamento de Dança Teatro (MTD) da escola de artes de Amsterdam (AHK) Theaterschool em março de 2007.

Abro os olhos e penso…
Será que há algo em comum nas vivências daqueles que se deparam com sua própria morte?
Mesmo agora com o corpo inerte tomados pelo fatídico acontecimento, em minha mente há muito movimento
Penso então por flashes
Será que percorremos toda nossa memória em apenas um minuto?
Como pode naquele minuto tudo fazer sentido?
Ainda na busca pela total compreensão dos fatos, há uma combinação quase que imperceptível entre imaginação e memória. Não sei bem se a palavra correta é combinação, talvez haja uma mistura entre esses dois funcionamentos da mente.
Mas o interessante é que dessa mistura surge o onírico, criando um nexo para as lacunas da razão.
Cynthia Domenico

Ficha Técnica
Direção e Coreografia – Jorge Garcia
Assistente de Coreografia – Clarice Lima
Intérpretes Criadores – Alexandre Magno, André Graça, Amanda Raimundo, Beto Amorin, David Zagari, Marina Massoli, Natália Mendonça, Paty Bergantin, Natasha Virgilio ou Martina Sarantopoulos
Trilha Sonora – Aguinaldo Bueno
Colaboração – Guilherme Chiappetta – Cena Ades
Figurino – Danúbia Costa
Cenário – Fábio Marcoff
Design de Luz – Ari Buccioni
Professores
Capoeira de Angola – Pedro Peu
Pilates – Natália Mendonça
Dança Contemporânea – Clarice Lima e Jorge garcia
Jogos Cênicos – Alexandre Magno
Assessoria de Vídeo, Vídeo Imagens e DVD – Giuliano Scandiuzzi
Produção Executiva – Cria da Casa Comunicação e Cultura
Design Gráfico – Sonaly Macedo
Fotos – Silvia Machado
Duração: 65 min
Faixa etária: 18 anos

blog cabeça de orfeu

Inspirado no trabalho-experimento ” Orfee’s Head “ criada para o 2º ano do departamento de Dança Teatro (MTD) da escola de artes de Amsterdam (AHK) – Theaterschool em março de 2007.

http://www.ciajgarcia.com.br/espetaculos/cabeca-de-orfeu/

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo, Uncategorized