Arquivo da tag: dança

Workshop de dança com Diogo Granato em Belo Horizonte

diogo granado

 

Local: Corpo Escola de Dança – Av, Bandeirantes 866

Dia : 25 de maio

Horário: 10h às 14h

 

Investimento: R$60,00*

Realização: Associação Cultural Dança Minas

 

*Associados terão desconto no valor acima.

 

 

 

SOBRE A OFICINA
 
Nesta oficina, Diogo Granato abordará a técnica criada por Cristiane Paoli Quito e Tica Lemos para que a improvisação seja apresentada como espetáculo, e não só como fonte de pesquisa, trabalhando conceitos como  o Movimento Imagem, o Aterramento, a Escuta da Rede, que foram desenvolvidos para esse fim. Dentro dessa proposta há também o uso de diversas outras técnicas que enriquecem a composição, a dramaturgia e o corpo do intérprete de Improvisação Dança-Teatro, como o “Contato Improvisação” e o “Material pra Coluna”, ambos de Steve Paxton, o “Underscore” da Nancy Stark Smith, os estudos de sustentação da imagem da “Pré-Dança” da Lisa Nelson, os conceitos de “entradas e saídas” e os jogos de corte de Katie Duck.

Diogo Granato, acrescenta à sua pesquisa a chamada composição pictórica e cinematográfica, que trabalha a composição da cena ora como uma tela de pintura, ora como cinema. Isso inclui perspectiva (atmosférica e de ponto de fuga) e profundidade, enquadramento (o intérprete faz parte do “assunto” ou da moldura da tela, está em quadro ou é parte do enquadramento), foco (sendo ele parte do “assunto”, é o foco da ação ou é secundário, ou parte da paisagem), pontos de vista (ele está fazendo a ação, recebendo a ação ou assistindo à ação – primeira, segunda ou terceira pessoa), e assim por diante.

 
SOBRE DIOGO GRANATO


Criador e intérprete de solos de Dança-Teatro como “Aretha”, que o rendeu melhor intérprete de 2006, pela Associação Paulista de Críticos de Arte, e “Seis Sentidos?”, que encerrou o “Intransit Festival” em Berlim, e de duetos com importantes figuras da música como Natalia Mallo (Brasil/Argentina) e Mathias Landaeus (Suécia). Diogo é, também, intérprete-criador da premiada Cia Nova Dança 4 há quinze anos. E diretor do Silenciosas e do GT’Aime, ambos grupos de Dança-Teatro. Estudou com muitos dos melhores professores e diretores de dança, teatro e circo do Brasil e alguns de fora, e é membro do “Le Parkour Brasil”, grupo pioneiro do Parkour e do Freerunning no Brasil.Diogo foi professor do Estúdio Nova Dança, e hoje, trabalha no Espaço, sua escola de Dança, Improvisação e Astanga Yoga, que abriga a Cia Nova Dança 4, as Silenciosas e o GT`Aime.Dança: começou aos 12 anos com um curso de consciência corporal dado por Beth Bastos, da técnica do Klauss Vianna, aos 18 começou Contato Improvisação com Tica Lemos, Dança Contemporânea com Lu Favoreto, New Dance com Adriana Grechi, Improvisação Dança-Teatro com Cristiane Paoli Quitoe Tica Lemos e Clown com Cristiane Paoli Quito no Estúdio Nova Dança. Já participou como intérprete criador de dança da Cia Nova Dança (dir. Adriana Grechi), da Cia Wlap (dir. Luis Abreu e Patrícia Werneck).

 

 

Divulgação:

 

Hoy Pocilga

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH

História da Cia de Dança Palácio das Artes é revelada em espetáculo

convite_webSeEuPudesseEntrar

Com entrada gratuita, corpo artístico da Fundação Clóvis Salgado apresenta Se eu pudesse entrar na sua vida, no Centro Cultural CentoeQuatro.

Cia de Dança Palacio das Artes apresenta, do dia 1º a 5 de maio, a ocupação performática Se eu pudesse entrar na sua vida, no Centro Cultural CentoeQuatro, de quarta a sábado às 20h, e domingo, às 19h. Com direção geral de Sônia Mota, o espetáculo apresenta um recorte de diversas coreografias desenvolvidas pelo corpo artístico ao longo dos seus 42 anos de existência. A entrada é gratuita com retirada de ingressos, um par por pessoa, uma hora antes da apresentação.

Se eu pudesse entrar na sua vida foi realizado pela primeira vez em comemoração aos 40 anos da Cia., em 2011, no Palácio das Artes, e agraciado com diversos prêmios na 8ª edição do Prêmio Usiminas Sinparc. Para a apresentação no Centro Cultural CentoeQuatro, o espetáculo toma novos contornos. Durante dois meses, os bailarinos do corpo artístico desenvolveram releituras contemporâneas de fragmentos de coreografias passadas do grupo, que foram adaptadas para a ocupação do espaço. O público poderá relembrar trechos de peças consagradas como Giselle (1983)Sonhos de Uma noite de Verão (2002) e 22 Segredos (2009).

“Eu acho importante ocuparmos a cidade, sair do esquema teatro e ir para ruas, galerias, levar a dança para lugares onde normalmente as pessoas não a vêem”, afirma Sônia Mota, diretora da Cia de Dança e responsável pela direção geral da ocupação performática. Sônia acredita que ações como essa são importantes para a formação de público em dança.

A arquitetura e a disposição das salas do Centro Cultural CentroeQuatro foram predominantes para a escolha do espaço. “A Cia. está entrado no CentoeQuatro, colocando a sua história no espaço, mas também se deixando influenciar por ele”, comenta a diretora, que há dois anos planeja realizar um espetáculo no centro cultural. Se eu pudesse entrar na sua vida foi produzido para um público de 80 pessoas, afim de garantir conforto e uma melhor visibilidade do espetáculo.

A Cia. de Dança Palácio das Artes estará em temporada em todo mês de maio.

O grupo artístico se apresentará também na Funarte, do dia 16 a 19 e 23 a 26 de maio, com o espetáculo Coreografia de Cordel.

 

Se eu pudesse entrar na sua vida

Data: 1º a 5 de maio

Horário: quarta a sábado, às 20h – domingo, às 19h

Local: Centro Cultural CentoeQuatro

Endereço: Praça Ruy Barbosa 104 – Centro – Belo Horizonte

Entrada gratuita – retirada de ingressos uma hora antes do espetáculo

Informações para o públicofcs.mg.gov.br / 3236-7400

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Estreia do espetáculo: Cada começo é só continuação

thembi

Esta pesquisa dá continuidade ao projeto do Dança Multiplex 2012, no qual foi apresentado o dueto: Olho e 1331”. Em “Cada começo é só continuação” as proposições de ambos os duetos se mesclam e se configuram, agora, em um sexteto, no qual as seis coreógrafas e dançarinas trabalham em uma estrutura de improvisação. O desenvolvimento de software na composição da trilha sonora e na interação entre movimentos e sons, investigado em 1331”, perpassa por todo o trabalho. E a relação entre corpo e objetos testada em Olho, bem como, em performances anteriores na trajetória de Margô Assis e Renata Ferreira são dispositivos para a composição coreográfica nesta estreia.

Quinta a Domingo às 20h

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo

Cia Mário Nascimento estréia NÔMADE

IMG_2726-94

 

O Nômade que falamos aqui é aquele que reside em nós. É um Nômade que nos torna inquietos e nos faz buscar algo maior em nossas vidas… ou algo mais simples… O nômade que vive dentro de nós precisa ser ouvido e alimentado para que não nos tornemos imóveis e pesados blocos de concreto. Que aprendamos com esse nômade a romper nossos paradigmas, ultrapassar nossas fronteiras internas, vencer nossos medos, descobrir novos mundos dentro de nós e dentro de outras pessoas que se aproximam.

 

Desapegar. Partir. Mudar.

 

Desterritorializar.

Libertar o pensamento.

 

Ser nômade não é só o deslocamento geográfico de seres. E sim, um processo contínuo de transformação.

 

Cia Mário Nascimento – 15 anos

 

www.ciamn.blogspot.com

 

Estréia Nacional: de 4 a 7 de ABRIL em Belo Horizonte – Teatro Oi Futuro Klauss Vianna – de quinta a sábado 21:00hs e domingo 19:00hs – ingressos 15,00 reais inteira e 7,50 meia

 

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH, Espetáculo

1331″ – Apresentação no SESC PALLADIUM

1331″ – Parâmetros em Movimento
thembi rosa + manuel guerra + o grivo + dorothé depeauw

sábado – dia 23/03 – oficina de 11 às 14h
domingo – dia 24/03 – apresentação às 19h

Em 1331” foi desenvolvido um software que provoca modificações ao vivo nas interações entre movimentos, sons e imagens. Cinco parâmetros atuam nessas alterações: velocidade da área; deslocamento do centro; balance; trajetória no eixo x; trajetória no eixo y.
Através de um sistema de captura de movimentos, estes parâmetros funcionam como uma cartografia para a organização das composições sonoras e coreográficas que, em consonância com a movimentação produzida no tempo espaço, alteram a frequência; a espacialização e o volume dos sons.FACE-MARCO-404X404PX-V1-02

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo, Oficina de Dança

O coletivo Movasse apresenta dois trabalhos essa semana

Dias 24 e 25/11

 Playlist III

No SESC Palladium / Espaço Multiuso

Improvisação Interativa em Dança – Coletivo Movasse com a participação de Marise Dinis

 

O espetáculo Playlist é uma Improvisação Interativa em Dança, do Coletivo Movasse, com participação especial de Marise Dinis.   A produção da obra Playlist é baseada na autenticidade, na criatividade e talento dos seus integrantes. O roteiro é predefinido, porém sem amarras ou paradigmas e pretende dessa maneira, interagir com o público que comparecer ao local.   O “Coletivo Movasse e Marise Dinis em Playlist” é um trabalho de improvisação em dança em que o público participa do processo de roteirização do espetáculo, interagindo na construção das imagens.

 

Dia 22/11

Não Me Fales de Freddy Krueger

No Festival de Dança do Triângulo 2012

Um solo de Andréa Anhaia

 

“Não me fales de Freddy Krueger” é uma pequena passeio por meio das complexidades que compõem a personalidade da intérprete, por meio dos seus próprios sonhos.

 

 

 

O Grupo:

MOVASSE é um coletivo de criação que visa manter o trânsito livre de pessoas, informações e idéias. Surge no cenário da dança contemporânea para agregar pensamentos, na tentativa de reunir e praticar idéias sobre o movimento.

Tendo na sua raiz a diversidade, não há o receio de cair ou fugir de tendências, ou até mesmo de encontrar uma determinada linguagem. Contudo, visa proporcionar um lugar de reflexão e porto seguro para a realização de propostas artísticas inusitadas.

Sediado em Belo Horizonte – Minas Gerais, mas com os olhos voltados para a cultura brasileira, seus idealizadores são Carlos Arão (PB), Andréa Anhaia (PE), Ester França e Fábio Dornas (ambos de MG). Dançarinos com diferentes formações, informações e influências, mas unidos por uma afinidade artística: o movimento. Dessa forma, MOVASSE é um espaço aberto para diferentes formas de pensar a dança, além de ser um lugar de discussão, debate, pesquisas teórica e corporal.

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH

Estréia ALÍVIO – André Rosa, Aretha Maciel música Willian Rosa

Eu quero correr atrás de um cavalo lançando gargalhadas. Eu quero gritar ao mar até paralisar suas ondas.
Eu quero alguém que percorra 200 metros apenas para dizer-me: “Olá!”.
Eu quero escutar outras músicas.
Talvez assim, consiga alívio em meu sorriso.
E agora, não me soltes!

 

__
Ficha Técnica: Direção: Virginia García e Damián Muñoz – La Intrusa Danza
Artistas: André Rosa e Aretha Maciel
Trilha Sonora: composições e execução ao vivo por Willian Rosa
Técnico Iluminação: Ricardo Cavalcanti
Técnico cenografia: Sérgio Barbosa
Apoio: Hotel Best Western Sol Belo Horizonte, Gabriela Christófaro e Corpo Escola de Dança
Fotógrafo: Damián Muñoz
Patrocínio: Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Fundação Municipal de Cultura e Prefeitura de Belo Horizonte

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo