1331″ – Apresentação no SESC PALLADIUM

1331″ – Parâmetros em Movimento
thembi rosa + manuel guerra + o grivo + dorothé depeauw

sábado – dia 23/03 – oficina de 11 às 14h
domingo – dia 24/03 – apresentação às 19h

Em 1331” foi desenvolvido um software que provoca modificações ao vivo nas interações entre movimentos, sons e imagens. Cinco parâmetros atuam nessas alterações: velocidade da área; deslocamento do centro; balance; trajetória no eixo x; trajetória no eixo y.
Através de um sistema de captura de movimentos, estes parâmetros funcionam como uma cartografia para a organização das composições sonoras e coreográficas que, em consonância com a movimentação produzida no tempo espaço, alteram a frequência; a espacialização e o volume dos sons.FACE-MARCO-404X404PX-V1-02

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo, Oficina de Dança

Uma História Radicalmente Condensada DA VIDA PÓS-INDUSTRIAL

FlyerBH

Unindo teatro e intervenção performática, a montagem explora a fronteira entre a vida cotidiana e a arte. O ponto de partida é o livro Breves Entrevistas com Homens Hediondos, do escritor norte-americano David Foster Wallace. Em cada sessão, o público recebe um equipamento de áudio que o guia nessa experiência, em que espectadores, performers e transeuntes se misturam. Apenas aqueles com fones de ouvido têm acesso ao que dizem os intérpretes por meio de microfones. A dramaturgia em formato de trilha sonora, incorpora a atuação em tempo real dos atores que se movimentam quase imperceptíveis. O trabalho oferece aos participantes um deslocamento físico e sensorial que propicia o questionamento de noções estabelecidas sobre ficção e realidade. Direção: Carolina Mendonça. Adaptação: Roberto Taddei. Elenco: Amanda Lyra, Bruno Freire/ Rodrigo Bolzan e Luis Roberto Soares. Duração: 55 min. Comedoria.

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O coletivo Movasse apresenta dois trabalhos essa semana

Dias 24 e 25/11

 Playlist III

No SESC Palladium / Espaço Multiuso

Improvisação Interativa em Dança – Coletivo Movasse com a participação de Marise Dinis

 

O espetáculo Playlist é uma Improvisação Interativa em Dança, do Coletivo Movasse, com participação especial de Marise Dinis.   A produção da obra Playlist é baseada na autenticidade, na criatividade e talento dos seus integrantes. O roteiro é predefinido, porém sem amarras ou paradigmas e pretende dessa maneira, interagir com o público que comparecer ao local.   O “Coletivo Movasse e Marise Dinis em Playlist” é um trabalho de improvisação em dança em que o público participa do processo de roteirização do espetáculo, interagindo na construção das imagens.

 

Dia 22/11

Não Me Fales de Freddy Krueger

No Festival de Dança do Triângulo 2012

Um solo de Andréa Anhaia

 

“Não me fales de Freddy Krueger” é uma pequena passeio por meio das complexidades que compõem a personalidade da intérprete, por meio dos seus próprios sonhos.

 

 

 

O Grupo:

MOVASSE é um coletivo de criação que visa manter o trânsito livre de pessoas, informações e idéias. Surge no cenário da dança contemporânea para agregar pensamentos, na tentativa de reunir e praticar idéias sobre o movimento.

Tendo na sua raiz a diversidade, não há o receio de cair ou fugir de tendências, ou até mesmo de encontrar uma determinada linguagem. Contudo, visa proporcionar um lugar de reflexão e porto seguro para a realização de propostas artísticas inusitadas.

Sediado em Belo Horizonte – Minas Gerais, mas com os olhos voltados para a cultura brasileira, seus idealizadores são Carlos Arão (PB), Andréa Anhaia (PE), Ester França e Fábio Dornas (ambos de MG). Dançarinos com diferentes formações, informações e influências, mas unidos por uma afinidade artística: o movimento. Dessa forma, MOVASSE é um espaço aberto para diferentes formas de pensar a dança, além de ser um lugar de discussão, debate, pesquisas teórica e corporal.

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH

Estréia ALÍVIO – André Rosa, Aretha Maciel música Willian Rosa

Eu quero correr atrás de um cavalo lançando gargalhadas. Eu quero gritar ao mar até paralisar suas ondas.
Eu quero alguém que percorra 200 metros apenas para dizer-me: “Olá!”.
Eu quero escutar outras músicas.
Talvez assim, consiga alívio em meu sorriso.
E agora, não me soltes!

 

__
Ficha Técnica: Direção: Virginia García e Damián Muñoz – La Intrusa Danza
Artistas: André Rosa e Aretha Maciel
Trilha Sonora: composições e execução ao vivo por Willian Rosa
Técnico Iluminação: Ricardo Cavalcanti
Técnico cenografia: Sérgio Barbosa
Apoio: Hotel Best Western Sol Belo Horizonte, Gabriela Christófaro e Corpo Escola de Dança
Fotógrafo: Damián Muñoz
Patrocínio: Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Fundação Municipal de Cultura e Prefeitura de Belo Horizonte

Deixe um comentário

Arquivado em Espetáculo

JAm de CI | No Lugaritmo

Ola a todos,

O grupo de estudo de contato-improvisação convida a todos
para uma JAM no Lugaritmo.

Esse sábado às 17h.

A Jam session, termo originalmente nascido no meio jazzistico(JAM= Jazz After Midnight) simboliza um momento de encontro, de de liberdade de criação e expressão, de harmonia entre indivíduo e coletivo, instante mágico em que o caos da criação e explosão vital individual convive pacificamente com a ordem social.

Mais info: 25142896

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Rede – Terreiro Contemporâneo de Dança

Rede – Terreiro Contemporâneo de Dança

Em sua 2ª Edição, o Terreiro oferece oficinas e cria grupos de trabalho visando a troca de saberes, metodologias e confrontação de procedimentos artísticos dos participantes do evento, além de ciclos de conversas, mostras de filmes e documentários.

 

Histórico – A ressonância de conversas entre representantes de companhias de dança, artistas independentes e pensadores que observam, valorizam e se inspiram na afro descendência como elemento de construção da arte contemporânea, desvelou um circuito de eventos que difunde pensamentos, práticas e que formam uma REDE onde os cruzamentos são luminosos. Em 2009 foi realizada a primeira edição do Terreiro Contemporâneo de Dança. Promovido pela Associação SeráQuê? Cultural, com recursos do Edital para Pequenos Eventos/Prêmio Areté – da Secretária de Cidadania Cultural dentro do Programa Cultura Viva e apoio do Ministério da Cultura. A imersão artística durou dois dias e aconteceu em Belo Horizonte no Barracão do Terreiro de Candomblé tombado pelo patrimônio histórico – Ilê Wopô Olojukan.

 

 

Programação

Dia 29/08

De 10 às 12h – CAPOEIRA E DANÇA PARA CRIANÇAS.

Ministrante: Mestre João Angoleiro  (MG)
Local: Memorial Minas Gerais Vale

De 14 às 18h – PALESTRA SHOW: ARUANDA E A CULTURA POPULAR BRASILEIRA
Ministrante: Wagner Cosse   (MG)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

Dia 30/08

De 10 às 13h – DANÇA NEGRA.

Ministrante: Edileusa dos Santos  (SA)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

De 14 às 17 – DANÇA CONTEMPORÂNEA – REDESCOBRINDO O SEU CORPO
Ministrante: Carlos Laerte (RJ)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

18h – CERIMÔNIA OFICIAL DE ABERTURA                                                                                                   

Local: Memorial Minas Gerais Vale
Participação especial do músico Sérgio Pererê (MG)

(somente para convidados)

Dia 31/08

De 10 às 13h – A FORMAÇÃO DO ATOR PELAS DANÇAS AFRO-BRASILEIRAS
Ministrante: Evandro Passos   (MG)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

De 14 às 17h – MOSTRA DE VÍDEO: AQUI ESTÁ A ESCOLA

Ministrante: Jorge Silva   (SA)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

Dia 01/09

De 10 às 13h – CORPO ATENTO: ÁFRICA DO OESTE, DIÁSPORA NEGRA E OS DILEMAS CONTEMPORÂNEOS NA DANÇA

Ministrante: Luciane Ramos  (SP)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

 

De 14 às 17h – FAZERES E SABERES DAS DANÇAS AFRO: UM OLHAR HISTÓRICO E DRAMATÚRGICO SOBRE AS PLURALIDADES NEGRAS NA DANÇA TEATRAL


Ministrante: Fernando Ferraz (SP)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

 

De 18 às 22h – MESTRE SALA E PORTA BANDEIRA                                                         

Ministrantes: Mestre Manoel dos Anjos Dionísio e Raquel Pereira da Silva (RJ)

Local: Praça Carlos Drummond de Andrade

Dia 02/09

De 10 às 13h – SEMINÁRIO: CAMINHOS DO TERREIRO                                                

Mediador: Rui Moreira  (MG)

Local: Memorial Minas Gerais Vale

De 16 às 22h – MOSTRA DE VÍDEO E PERFORMANCE
Local: Ilê Wopo Olojukam
Endereço: Rua Benedito Xavier, 2030 – Bairro Tupi

Serão exibidos ao longo do evento, no Memorial Minas Gerais Vale, na Sala da Ópera e na Midiateca do Memorial, vídeos de companhias de dança e documentários que ilustrarão o encontro. Estas atividades terão acesso público livre.

 

SERVIÇO:
TERREIRO CONTEMPORÂNEO DE DANÇA – 2ª EDIÇÃO
Data: de 29 de agosto a 02 de setembro de 2012
Local: Memorial Minas Gerais Vale – Praça da Liberdade s/n (esquina de rua Gonçalves Dias)

Informações:
31 2535-2191
www.centroculturalvirtual.com.br            

Os interessados em participar das oficinas deverão fazer inscrição gratuita no Centro Cultural Virtual SeráQuê – www.centroculturalvirtual.com.br ou pelo telefone  (31) 25352191

Todas as outras atividades têm acesso livre para o público

 

O Terreiro Contemporâneo de Dança será transmitida ao vivo on line pelo Centro Cultural Virtual SeráQuê?

 

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

AVEsTRUZ Só Tenho Rascunho

 

A multiarista Paola Rettore lança o livro-objeto Avestruz – Só Tenho Rascunhos.

Para produzir o livro, foram realizadas performances em Belo Horizonte, a partir da construção de sete roupas-esculturas “pré-performance”, “pré-personagem” e “pós-persona”, trabalhadas como objetos, como construção de adereços superpostos ao corpo ou mesmo como uma extensão do corpo. O objetivo foi dar às esculturas um lugar de referência. As roupas foram criadas e confeccionadas pelo artista figurinista e artista cênico Marciano Mansur. As vestes questionam, em sua maioria, relações de poder, trabalhando no limite do exagero, da ironia, da provocação e da poesia. Trata-se de uma obra que explora como temática a multiplicidade de mulheres. Nas ruas foram vistas pré-personagens como a Ciborgue, a mulher Esmalte, a mulher Anos 50, Sofia, a mulher que dá diplomas, entre outras. Para a elaboração das performances Paola Rettore teve a colaboração teórica de Adelaine LaGuardia e Silke Kapp.

Deixe um comentário

Arquivado em Dança em BH